Tornar-se num cliente

Pedir o cartão MAKRO

Charcutaria: Do Chouriço ao Foie Gras

Através de técnicas ancestrais de conservação de carnes, os enchidos portugueses são prova de que Portugal é um país cheio de tradição.

A selecção de enchidos portugueses que a Makro lhe dá a provar reflecte toda uma cultura geracional. Porque queremos manter e preservar a nossa cultura gastronómica, seleccionámos o que de melhor se faz em Portugal. Convidamo-lo a viajar e degustar.

Os produtos que podemos oferecer vão desde as Regiões do Minho, Trás-os- Montes, Beiras (Quiaios), Lamego, Trancoso, Beira Baixa e Alentejo (Porco Preto).

A Makro oferece uma vasta selecção de produtos de charcutaria regionais e industriais dos quais podemos destacar as alheiras, presunto até aos fatiados.

Nas nossas lojas irá encontrar os melhores produtos nacionais e as últimas novidades do mercado. Estamos constantemente a inovar a nossa gama.

Temos os melhores enchidos portugueses para a sua mesa, especialidades preparadas por métodos tradicionais, sempre com a mais alta qualidade.



Regiões

  • Minho

    Desta região destacamos a barriga fumada, produto muito apaladado devido ao entremeado das carnes. É muito saborosa, pois a moura dá-lhe o gosto característico da região, com 60 dias de cura.

  • Trás-os-Montes

    A carne de porco da raça bísara característica desta região, caracteriza-se por um elevado nível proteico e pela grande capacidade de obtenção de gordura intramuscular o que torna a carnes marmoreada, macia, suave e muito suculenta.


  • Quiaios

    Na gama dos enchidos portugueses tradicionáis desta região, destaca o Salpicão, elaborado com uma combinação de carnes de porco rigorosamente selecionadas, libertas de gordura (perna, pá e cachaço).

Lamego
A região de Lamego orgulha-se da criação do famoso “Presunto de Lamego”, único no País. A origem do presunto é desconhecida, mas existem registos acerca do produto, que remontam à ocupação desta região pelos Romanos. O presunto de Lamego é um dos enchidos portugueses mais populares e conhecidos fora das nossas fronteiras. Durante muitos anos a sua conservação foi feita em doses excessivas de sal, já que este era o principal factor de conservação, seguido de vários dias de fumagem, com utilização de lenhas nobres, mais tarde barrado com vinagre e colorau. Porém, nos nossos dias, foi possível reduzir a quantidade de sal, bem como o tempo de fumo, acima de tudo devido à evolução da tecnologia e processos de fabrico, tais como a existência de refrigeração, mantendo um tempo mínimo de 11 meses de cura. Tudo isto permitiu obter um Presunto de excelência, mantendo um sabor muito agradável, mais macio e menos salgado, com um ligeiro travo a fumo.

Alentejo (Porco Preto)
O Porco Preto de Raça Alentejana é uma animal de pele escura, pêlo escasso, focinho e patas finas e compridas. Esta raça tem uma característica genética de poder armazenar gordura no seu tecido muscular, que é a chave da inconfundível textura da sua suculenta carne. O porco pasta em total liberdade no Montado Alentejano em regime extensivo e na época montanheira alimenta-se sobretudo de bolota. A bolota é responsável pela gordura que se desfaz na boca e pelos inconfundíveis aromas e sabores, sendo um dos enchidos portugueses mais saborosos.


processed meat

Gosta de enchidos e produtos suínos?

Não perca a promoção da semana.

Semana dos fumados

Também poderá estar interessado em: