Tornar-se num cliente

Pedir o cartão MAKRO

Anisakis

O Anisakis é um parasita que pode se encontrar no peixe e mamíferos marinhos e que provoca alterações digestivas nos humanos.

A infecção em humanos ocorre quando é consumido peixe cru, mal cozinhado ou insuficientemente congelado que contém a larva infectante (L3). O consumo de pratos à base de peixe cru (por exemplo sushi, sashimi e ceviche) e fumado têm estado na origem da maioria dos casos de anisaquíase documentados.

Os operadores das empresas do sector alimentar que colocarem no mercado produtos da pesca para serem consumidos crus ou produtos da pesca marinados, salgados e quaisquer outros produtos da pesca tratados, se o tratamento for insuficiente para eliminar o parasita viável, têm de garantir que a matéria-prima ou o produto acabado são submetidos a um tratamento por congelação para eliminar parasitas viáveis que possam constituir um risco para a saúde do consumidor.

O tratamento por congelação tem de consistir na redução da temperatura em todas as partes do produto, no mínimo, até: – 20 °C durante, no mínimo, 24 horas; ou – 35 °C durante, no mínimo, 15 horas.

 

Não causam doenças, ainda que se consumam em cru sem congelar previamente:

Moluscos bivalves (ostras, mexilhões, amêijoas...);
Peixes de águas continentais (rios ou lagos) e piscifactorias de água doce, p.e. trutas, carpas…;
Semiconservas como as anchoas (em embalagem metálica, de vidro ou outras apresentações);
Peixe salgado seco, como o bacalhau ou muxamas.

anisakis

Mais informação no site da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE): www.asae.pt