SOPA MALLORQUINA

Um luxuoso prato das montanhas que delicia os cinco sentidos

Esta receita é um dos pratos mais célebres da cozinha maiorquina e um favorito dos visitantes da ilha. O pão caseiro cortado em fatias finas é essencial para garantir que este prato é confecionado na perfeição. Os legumes regionais típicos também desempenham um papel importante, conferindo os seus sabores e a energia impregnada nas terras da ilha. Também há a opção – se ao gosto do restaurante – de acrescentar carne de porco magra ou pancetta. Esta é uma autêntica receita de sobrevivência, classificada como ensopado rico. Como qualquer receita tradicional, a sua preparação envolve uma técnica e um estilo particulares. Regra geral, este prato é consumido sobretudo no outono e no inverno e costuma ser servido como entrada.

 
HEADER_Desktop_Sopa_Mallorquina

DETALHE_1_Confecao_Sopa_Mallorquina

DETALHE_2_Confecao_Sopa_Mallorquina

DETALHE_3_Confecao_Sopa_Mallorquina

DETALHE_4_Confecao_Sopa_Mallorquina

ICONE_sopa_60x60 Tipo: Sopa
 ICONE_dose_60x60   Dose: 6  
ICONE_dificuldade_60x60 Dificuldade: Fácil
ICONE_tempo_60x60   Tempo: 30min.
   
   

Ingredientes:

6 dl Azeite MAKRO Chef

6 Dentes de Alho MAKRO Chef

7 Cebolinhas Pequenas MAKRO Chef

8 Tomates (em cacho) pelados e picados MAKRO Chef

400 g Couve-Flor MAKRO Chef

250 g Ervilhas MAKRO Chef

6 Alcachofras MAKRO Chef

2 Pimentões Verdes MAKRO Chef

4 Colheres de Sopa de Salsa Picada MAKRO Chef

2 Punhados de Espinafres MAKRO Chef

1 Repolho de tamanho médio MAKRO Chef

400 g Pão Caseiro MAKRO Chef (para ensopar)

q.b. Sal

q.b. Pimenta

q.b. Água

 

Preparação:

1.  Coloque uma panela de guisados de barro no lume e junte azeite. Frite lentamente as cebolas, o alho e a salsa. Depois junte os tomates em cacho cortados em cubos e os pimentões verdes picados e frite-os durante alguns minutos.

2. Junte o repolho e as alcachofras picados, bem limpos e cortados em cubos. Frite lentamente todos os legumes até começarem a amolecer.

3. Junte água de forma a cobrir tudo.

4.  Junte a couve-flor, os espinafres e as ervilhas.

5. Junte sal e pimenta a gosto e deixe ferver até a couve-flor estar cozinhada.

6. Retire do lume e junte o pão caseiro, deixando repousar durante alguns minutos antes de servir.

 

Acompanhar com:

La Sastrería Montsant

A uva Grenache deste vinho proporciona um sabor intenso a frutos silvestres e especiarias aromáticas. Muito agradável ao paladar, confere um sabor fresco e sumarento ao prato.


 

Receita por Maria Salinas

 

 CHEF_FOTO_Sopa_Mallorquina

  

“As marcas próprias do MAKRO Chef têm ingredientes de alta qualidade e uma grande variedade que permitem elaborar diversas receitas deliciosas.”

Maria Salinas

 

Maiorquina autodidata com uma enorme curiosidade e uma imensa força, começou a sua carreira em cozinhas de hotel de primeira classe na ilha de Maiorca. Atualmente, gere um pequeno restaurante em Raiguer, na Serra de Tramuntana, em Maiorca: o Restaurante Maria Salinas. Maria criou um restaurante que é simultaneamente ético, amigo do ambiente e centrado nas pessoas. O menu de degustação diário, composto por cinco pratos incluindo sobremesa, utiliza produtos de mercados de origem local com base no princípio do km 0. Dá visibilidade a todos os produtos das Ilhas Baleares e apoia diretamente pequenos negócios e produtores locais.

Especialista em harmonização gastronómica e adepta das especiarias, Maria apelida a sua cozinha de ‘super vintage’ e refere-se a ela própria como um ‘génio criativo louco’. Membro do Júri Europeu de Provas do iTQi – Instituto Internacional de Sabor & Qualidade de Bruxelas em 2017, diretora do setor feminino GASTRONOMIA É FEMININO, embaixadora da Direção-Geral Regional de Agricultura e Pesca das Ilhas Baleares em 2017 e vencedora do prémio Restaurante Revelação em 2017, conferido pela Associação de Críticos Gastronómicos das Ilhas Baleares... Estas são apenas algumas distinções que  Maria Salinas arrecadou no último ano. Maria também conduziu workshops e atividades sobre comida, incluindo de nível internacional: na ITB Berlim em 2014, em representação da cozinha das Ilhas Baleares, e cursos de culinária maiorquina na Alemanha, na Câmara Municipal do Palatinado, em 2015-16 e 2017.