STOOFVLEES

A arte do slowcooking

Stoofvlees, também chamado de carbonnade, é um ex-libris da culinária Belga. É um guisado cozinhado muito lentamente, com um molho suave e adocicado. A carne, maioritariamente peito e pá, é primeiro dourada na frigideira e depois cozinhada lentamente na panela sobre uma cama de cerveja e cebola. As receitas variam ligeiramente entre regiões, onde são usados diferentes tipos de cerveja, desde a clássica cerveja castanha ao sabor da Flandres, Trappist ou Gueuze. Stoofvlees normalmente é servido com batatas fritas e uma maionese imperdível. Quanto mais tempo for dado na fase do guisado, mais tenra ficará a carne: um bom stoofvlees tem de DERRETER NA BOCA!
 

 

HEADER_Desktop_Stoofvlees

DETALHE_1_confecao_Stoofvlees

DETALHE_2_confecao_Stoofvlees

DETALHE_3_confecao_Stoofvlees

DETALHE_4_confecao_Stoofvlees

ICONE_carne_60x60 Tipo: Carne 
 ICONE_dose_60x60   Dose: 6  
ICONE_dificuldade_60x60 Dificuldade: Médio
ICONE_tempo_60x60

  Tempo: 45 min.

  + 2h na panela  

   
   

Ingredientes:

1.5 kg Carne de Vaca para guisar MAKRO

2 Cebolas grandes MAKRO Chef

4 garrafas pequenas de Cerveja Gueuze

Ervas Provencais Bio MAKRO Chef

q.b. Sal e Pimenta MAKRO Chef

Pedaço de Manteiga da Quinta MAKRO Chef

 
 
 

Preparação:

1. As cebolas são um dos segredos do stoofvlees. Cortadas em rodelas muito finas, vão adquirir um tom acastanhado à medida que são cozinhadas delicadamente em manteiga.

2. Depois da carne ter sido dourada na frigideira, adicionar a cerveja Old Gueuze à carne. Uma cerveja amarga típica da região, feita de fermento natural. Adicionar as ervas Provençais, o sal e a pimenta.

3. A carne é adicionada na panela aos poucos. É, primeiro, dourada na frigideira para garantir que fica estaladiça e para retificar os molhos.

4. A frigideira é deglazada. O molho daí resultante é adicionado à panela para apurar os sabores e completar o molho.

5. Servir o prato com batatas fritas e maionese para ter a experiência original deste prato tradicional.

Acompanhar com:
Rosso IGT Toscana Predella

Diretamente da região da Toscana, o IGT Toscana Predella feito com uvas das castas Sanglovese e Cabernet Sauvignon, vai acrescentar uma nota de frutos silvestres ao guisado.


 

Receita por Trees Vergels

 

 CHEF_foto_220x200

  

“O ingrediente central deste prato tradicional é a carne, por isso a qualidade ou ausência dela são determinantes para o resultado. Para a sua conceção, posso confiar no MAKRO Chef, onde os produtos são feitos de carne de vaca e vitela 100% belgas. Isso completa o ciclo: produtos locais de alta qualidade para homenagear décadas de tradição.”

Trees Vergels

 

Há quarenta anos que Trees Vergels é a mulher atrás do fogão na cozinha da 'Brasserie 3 Fonteinen'. A cozinheira de 57 anos perpetua a cozinha clássica Belga, que aprendeu com a sua sogra. "Eu não gosto de ser chamada de chef", diz Trees. "Mais do que esse tipo de designações, eu valorizo o respeito e a satisfação dos meus clientes. Alguns deles vêm aqui há décadas e agora a nova geração está a redescobrir os clássicos. Esta é a melhor medalha de Honra que se pode ter".

Localizado em Beersel, uma charmosa vila na periferia de Bruxelas, a 'Brasserie 3 Fonteinen' partilha o nome com uma cervejeira local, reconhecida no mundo inteiro como uma das melhores e que é produzida pelo cunhado da Trees. Tradição e paixão são valores profundamente enraizados nesta família generosa e apaixonada.