Tornar-se num cliente

Pedir o cartão MAKRO

Chocolate quente

chocolate
É o luxo perfeito para os dias frios de Inverno: o chocolate quente transformou-se numa das bebidas favoritas na cultura de muitos países.
Os sabores que combinam com o chocolate estendem-se desde o meio-suave ao picante-forte.

A delícia que é o chocolate diversifica-se consideravelmente no sabor e no conteúdo de gordura, de acordo com o tipo de fabrico e componentes, em função da origem da bebida: a barra de chocolate, o cacau em pó ou o cacau das bebidas instantâneas.

chocolate

História e elaboração do chocolate quente

As variantes originais ainda se produzem hoje em dia à maneira dos Maias e dos Aztecas no país do chocolate para beber. No México, os grãos de cacau torrado são moídos até formarem uma pasta e são oferecidos em forma de grãos. Estes são de seguida encharcados em água para que se forme uma substância espumosa, adicionando-se depois canela e amêndoas.
As tortas doces mexicanas (pan dulce) são servidas com esta pasta. O tempero com mais de mil anos de história feito com chili e baunilha também não perdeu o seu fascínio. Iguarias muito similares são servidas na Jamaica, onde se prepara "chá de chocolate", preparado com bolas de chocolate de cacau torrado e em grão e com água.
como preparar
Estas experiências de sabor eram desconhecidas para os europeus. Mais tarde, outras variantes de chocolate quente chegaram à Europa com os espanhóis. Nos inícios do século XVII o chocolate quente transformou-se numa bebida cara da moda, só acessível à nobreza.
Estas iguarias que não podem faltar no menu de nenhum café ou restaurante dispõem de muitas variantes criativas. A cultura inglesa, por exemplo, introduziu o conceito da casa do chocolate e a preparação da bebida com leite, em vez de água. Em Espanha, as especiarias picantes da América do Sul foram substituídas por outras mais suaves, como a canela e a baunilha. E na Itália, os gourmets experimentaram com cascas de citrinos e flores de jasmim para dar uma nova cara ao chocolate bebido.
chocolate com leite

Numerosas variantes

Barras de chocolate ralado, chocolate na chávena dissolvido em água ou em leite, ou uma mistura de ambos. Em Inglaterra prefere-se o chocolate com leite e com um teor inferior de cacau – o chocolate negro tem na realidade 60% de cacau.

Por outro lado, em França, os amantes da gastronomia preferem o chocolate negro amargo. Da mesma maneira, na Rússia, o chocolate com um alto teor de cacau é especialmente apreciado e é muito popular entre as bebidas quentes. Para tornar a bebida especialmente rica e espessa, em muitos países são acrescentados outros ingredientes: o estilo vienense do chocolate austríaco tem gema de ovo, o caldo ciocollato italiano é feito sobretudo com uma grande quantidade de chocolate puro e extra de cacau, e no chocolate caliente espanhol é usado amido para lhe conferir a espessura correta.  Aí, a bebida especialmente espessa de chocolate com leite e o chocolate amargo, por vezes misturado com baunilha, é uma bebida nacional e um clássico no pequeno-almoço: o chocolate com churros adoça o começo do dia.


sabia que

Quente, mas não a ferver!

A regra para todas as bebidas de chocolate é sempre: estar suficientemente quente mas sem ferver, pois neste último caso perde-se o sabor do cacau.